dezembro 29, 2008

ensaio

Quero descobrir você
e pouco a muito
gradualmente
montar as peças do mosaico
que forma tua espécie.

Quero as cenas, as músicas
as letras e sussurros
que arrepiam a tua nuca
e criam as conexões exatas
do teu cérebro.

Absorvendo tudo e assimilando
cada detalhe microscópico
será possível que venha a compreender
a complexidade do teu cosmos
que tanto intriga esse meu
ego escorpiano?

E sem nada dizer
Chegar o dia em que eu possa
apenas fazer um contato visual
um relance só de olhar
que possa me fazer entender
o que você quer de mim
e desse nosso momento, agora.

2 comentários:

Tunai Giorge disse...

.

Esse lance de entender e comunicar-e com o outro é mais comum do que pensamos. O problema é que não acreditamos em nossos sentidos.

.

Zorbba Igreja disse...

Feliz Ano Novo!

Temos um presente pra ti, espera até o fim de semana.

Abraço!

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.