setembro 28, 2010

O susto do primeiro adeus

Foi então a primeira vez
Que eu te disse adeus
Enquanto você fingia,
Mais uma vez,
Dizer adeus ao teu amor.

Que assustador!

Que temeridade me ver
Dando enfim um passo
Na direção oposta a você.

Mas é que já vi essa mão
Nesse movimento trôpego
E sem convicção
Dos que fingem se amar
Mas que no fundo não amam ninguém.

E isso, meus amigos, consegue ser ainda mais assustador do que um primeiro adeus.

2 comentários:

Adrielly Soares disse...

Também acho meio assustador gente que no fundo não ama ninguém.
Mas Adeus pra mim eé sempre ruim, não sei qual seria pior. :S

Lu Morena disse...

Mais assustador do que qualquer adeus ou olá...

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.