outubro 03, 2009

Pequeno grande mundo

Os membros permanecem anestesiados e a angústia

é crescente.

Os minutos passam com a rapidez de ano, são sobrepostos

veementemente.

Os andarilhos que buscam soluções caminham

penitentes.

Eu corro rua afora, posto que a necessidade de paz ainda é deveras

fremente.


Vou sair por aí, correr mais do que o mundo, pois de repente este se tornou grande demais pra mim...

4 comentários:

Blue disse...

Verdade. As vezes este mundo nos parece pequeno demais. Noutras, deveras grande.
E nele, do tamanho que nossa imaginação faz, devemos e temos que viver, construindo um mundo melhor, pequeno ou grande!

Beijos

Adrielly Soares disse...

Que lindoooo. O mundo é sempre tão maior que eu. A gente pode andar por aí juntas. =D

Gordinha disse...

Isso me lembra o Universo numa casca de nós.

Só que no meu caso é para o mundo que eu quero descer, correr eu não aguento mais!

Abraços!
=D

Fern. disse...

Blue, tens toda razão! Não importa o tamanho do nosso mundo, importa é o que fazemos pra melhorá-lo! Nem que seja correr pra desanuviar a cabeça pra enfrentar os problemas de frente...rs.

Adri, sabe que eu amaria andar esse mundo até de ponta-cabeça com vc do meu lado! Outras galáxias, se fosse possível! Pena que o último ônibus espacial já foi lançado, senão, poderíamos arranjar uma vaguinha, que tal? rs

Gordinha, o mundo ás vezes parece rápido demais. Mas demonstra coragem - que eu talvez não tenha - aquele que pede pra estar no mundo e dele participar!

Adoro os comentários de vcs!Beijos!

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.