agosto 17, 2009

Boca fechada

Existe tanta coisa a ser dita,
Aconteceram tantos parênteses,
Fechaduras que se abrem
E portas que jamais se fecharão.

Tudo é poesia, mas isso é uma prosa.
Meu amor é prosa, porque existem diálogos. Nossos corações se falam.

Existem momentos,quero me organizar, espaçar tudo na minha mente
porque isso, exatamente isso, eu não posso esquecer.
Não quero esquecer de nada.

Eu tenho tanta coisa pra dizer.

Eu tenho ouvido falar tanto de como o tempo e esvai e como não devemos desperdiçá-lo, de como o amor é sublime e que não devemos desperdiçá-lo também.

Existem tantos parenteses na minha vida, o fato de que cada um tem a sua válvula de escape.

E que que eu preciso dar atenção às minhas.

4 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Fern,

Essa válvula de escape sempre é bem-vinda nessa vida tão corrida. Sabe, não sei como suporto a saudade, mas suporto. É msn, telefone, viagens, algumas vezes dormimos com a cam ligada, um olhando pro outro... e nos amando com o pensamento. Romantizamos essa falta, nos alimentamos com a certeza do próximo encontro... é assim que conseguimos triblar essa falta.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca

-

Cláudia I, Vetter disse...

pois és tu o receptáculo de teu mundo,
faça de tuas mãos, a matéria-prima.
exata forma para teu conteúdo.

bela reflexão, moça!

obrigada pelo teu carinho,
é recíproco!

grande beijo!

cleber reis disse...

nao quero esquecer de nd tbm.
mas nao tenho tanto o q falar nao.
nao mais.
parece um texto meio arrependido.
q será que vc andou fazendo.
mas o tempo de fato, a vida
nao deve ser disperdiçado
menos ainda o amor sublime.
^^
bjs xuxu :)

Dora disse...

Oi, Fern,
Urgência em fazer tudo e resolver tudo. Às vezes a ansiedade nos pega de jeito, né? Embora devamos sim, aproveitar cada instante, é importante não se deixar atropelar por eles, para que as alegrias não se percam. Mas, é como você disse: cada um tem o seu jeito de lidar com isso... sua válvula de escape...
Bom fim-de-semana, querida amiga virtual :D

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.