maio 25, 2005

Hera

Cada vez mais
A poesia está presente em tudo.
O que era antes um chiste,
Uma brincadeira de menina
Hoje é cada fôlego meu .

Já nem sei mais do meu amor.
Não sei se amo mais
O meu amado
Ou se amo mais o momento
Quando meu coração,
Apaixonado
Pega a caneta
E então tece um novo amor.

os versos são emaranhados
De hera verde e viscosa,
Espaçosa,
Que cresce muro acima
E tampa a visão da minha janela.

Em cada galho da hera
Há uma palavra,
Um recado,
Um suspiro,
Um beijo,
Um grito.

Todos eles invadem meu quarto.
Lentamente vão crescendo
Encarpetando a escrivaninha
Descendo o chão
Tomando a cama
E se enlaçam no meu dedinho do pé
Enquanto leio no sofá.

E a hera me toma,
Me possui.
Tal qual meu amado.
E eu cedo a ti,
Poesia.
Vem,amiga,cada dia mais.
Faz meus dias mais coloridos.

Sou feliz!Feliz!
Porque você cresceu
Na minha janela
Ainda mais que meu jasmim.
E te quero sempre assim,
Flor sempre-viva
Em mim.

13/03/05. Em homenagem ao dia da Poesia,14/03.

8 comentários:

Paullo disse...

uau!... deu até arrepio, na moral. ;) Quero uma hera pra mim... :)
tá muito bom o poema e paH...
BJus Lady. ;)
zen.

Ricardo Almeida disse...

A Poesia é assim mesmo: é ela que nos escolhe e não o contrário.
PS Gostei do novo visual do blog. Acho q só eu sou analfabeto em templates. rssss

Escorpiano disse...

Nossa, menina escorpiana, isso aqui é muito bom! Escreve aí: voltarei mais vezes. Quanto à corrente, é claro que você pode trazê-la pra cá!. Beijos!

Luciane Pelagio disse...

Fernanda,
Adorei esta parte:

Quando meu coração,
Apaixonado
Pega a caneta
E então tece um novo amor.

Mágico, este poder que as palavras nos confere de criar o que nos completa... Lindo poema!!
bjs.

Paullo disse...

heyyy... óia eu aki travez!
;)
óia... mudei de blog visse...
e botei o teu nos meus links...
saca lá... ;)

http://desconsertos.blogspot.com

bjos

Paullo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria Borges disse...

Você se rende à poesia com uma alegria doce, uma linda aceitação da necessidade de escrever. Adorei o poema e adorei que tenha ido me visitar também... Obrigada. Um grande beijo.

Lorena Rodrigues disse...

Fernanda, minha semelhante
Enfim, visitei seu blog.
Ainda não vi tudo, mas pra começo de conversa, já é o bastante.
Você é muito sensível, gosto disso.
Ufa! Ainda acho pessoas que não são loucas (como eu). Isso me tranquiliza: não sou a única...
Bem, Agnes anda meio doente e por isso tem um cara que voltou a escrever sobre ela.
Bem, todos são eu e eu assumindo todos tento me entender por fora e por dentro.
Super axé, muita paz e a gente vai se confessando.

Beijos, menina do raio amarelo.

Lorena

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.