maio 09, 2009

Campo de Girassóis




Desencontrada de mim mesma
perambulo pela estrada,
veio vermelho e estreito
aberto no meio do campo esmeraldino.

Pula na minha frente o sol-menino
a tocar algo numa gaita,
uma esquecida toada
que nem ele nem eu sei.

Lá pelas tantas, se vira e me grita:
-Vem, xuxu!

E viram pra ele as cabeças dos girassóis,
buscando nele a Luz.

Campo Novo do Parecis,MT, 01 de maio de 2009.

Um comentário:

Cristina e Márcia disse...

Girassóis me encantam pela beleza e pela eterna busca da luz. Lindo poema, Fern.!!!
Beijos

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.