fevereiro 12, 2005

::: lamento ::: sem estilo.....meu estilo...hehehe

Ai,angústia!
Sai de mim.
Ainda se o corpo transbordasse
Na lágrima querida.
Mas não, maldita!
Entranha n'alma,
E me faz esquecida.

Obs: Esse poema eu fiz depois de ler alguns de Florbela Espanca....Acho que esse é o nome...agora me deu branco.É uma poetisa dos anos 20, que morreu muito jovem.

Um comentário:

Ricardo Almeida disse...

Florbela é ótima. O Fagner musicou um de seus poemas: "Minh'alma de sonhar-te anda perdida / Meus olhos andam cegos de te ver (...)"
bjs

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.