fevereiro 12, 2005

A última poesia da "antologia poética"...

::: bilhete :::

Anos após esses
Vou revirar estas mesmas folhas
E a cada fantasma de palavra
E num suspiro abandonado
Vou dizer: - Como fui feliz!

"Fui.",sim. No passado será.
Porque toda coisa boa
Que a vida me traz,
Jogo fora,
Com medo de estragar.

O que fazer com a coisa mais perfeita da vida,
O amor?
Preservar ou estragar?
Que tal aprender a amar?

Obs: Depois posto outra que tem mais a ver com o meu momeno atual. Essas são bem antigas.

3 comentários:

Anônimo disse...

Oi Fernanda,a que bom receber sua visita e assim me dar oportunidade de conhecer seu blog.
Olha, gostei das poesias, n li todas, mas achei mto interessante, gostaria de ler outras sim.
Bjinho e apareça
Liliane
www.soumamulher.bigblogger.com.br

Immortal X disse...

Olá!
Muito obrigada pelos elogios!
Tb gostei muito das suas poesias, voltarei sempre aqui!
Não é uma delícia revirar o passado e encontrar pérolas como essa sua poesia?
Que a sua inspiração continue sempre, um bjão!

Ricardo Almeida disse...

Como fui feliz! Como dói conjugar verbos no passado. Estou com saudades.
bjs

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.