novembro 03, 2008

Platéia



Quero aprender com os meus erros
Consumar os meus desejos
Viver a vida do meu jeito
Afinal, to no meu direito
E não preciso de platéia pra aplaudir.

Se eu pedir um conselho
É porque eu sou assim
Não quer dizer que eu não sei
à o que vim.

Eu já fiz muita besteira
Também já disse muita asneira
Mas se errei me corrigi
Portanto, nunca me arrependi.

Se deixo de fazer isso ou aquilo
Não é porque eu tenho receio
É porque hoje eu penso mais
Antes de agir.

E se há algum problema nisso
Eu até posso te ouvir
Mas não pense você
Que eu me furto ao direito de discordar.

Um comentário:

Fabiano C.Guerra Pereira. Cientistas advertem que este é um fenômeno considerado "raro" pelos meteorologistas, e pode destruir tudo que estiver no seu caminho. Inclusive a si mesmo. disse...

Eu poderia escrever algo a respeito, mas você ainda não sacou do que isso realmente se trata, você deveria olha mais pela janela e esquecer o espelho por que ele na maioria das vezes só é capaz a nossa própria vaidade e algumas coisas são muito mais do que aparencias fragilizadas, experimenta olha pela janela e você vai ver que o mundo que se importa não liga para as aparencias, ele liga pra quem você é... Irônico, as pessoas em geral têm a tendência a serem teimosas apenas com quem realmente se importam, mesmo por que não há por que teimar com alguém que não significa nada.

OBS1: Existe lugar e hora para tudo. Além do mais, não vale a pena entrar na roda se você não pretende dançar naquele momento.

OBS2: Você fica linda vestida de pseudo-emo/rockeira.

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.