setembro 01, 2007

Samuel

Quanto medo tive de ti
Até perceber tua doçura.
Sempre te julguei,
E quem sou eu?

Só alguém que preza tua amizade.
Só algúem que sente a tua falta.
Só alguém que odeia Maceió
Tanto quanto você.
Só alguém que teme pela tua vida
E se arrepende de não ter te dado mais abraços
E agora quer se redimir.

Nenhum comentário:

Refletidos

A imagem refletida

Minha foto

Gaúcha de nascimento, carioca de coração. Advogada, escritora incubada e apaixonada por cultura.